O Seu Portal de Baladas

Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024

Região

Governo propõe reajuste do adicional de titulação para os professores universitários

Reajustes, que seguem para aval da Alep, variam de 5 a 25 pontos percentuais de acordo com o nível de formação dos docentes do ensino superior

Daniel Gomes dos Santos
Por Daniel Gomes dos Santos
Governo propõe reajuste do adicional de titulação para os professores universitários
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta quarta-feira (1) que o Estado encaminhou um projeto de lei que prevê aumento nos pagamentos adicionais de acordo com a titulação dos professores da rede estadual de ensino superior do Paraná. O projeto, que agora segue para votação na Assembleia Legislativa, terá correções que variam de 5 a 25 pontos percentuais em relação aos valores pagos atualmente sobre o salário-base dos docentes.

 

Com os novos percentuais, os docentes com especialização passam a receber um adicional de titulação de 30%, os mestres de 60% e os doutores de 105%. Atualmente os percentuais são de 25%, 50% e 80%,

Publicidade

Leia Também:

respectivamente. A proposta do Governo é que os novos valores sejam aplicados na folha de pagamento a partir de janeiro de 2024, de forma retroativa ao mês de dezembro de 2023.

 

Segundo Ratinho Junior, a proposta foi elaborada em conjunto pelas secretarias estaduais e as reitorias das sete universidades estaduais: UEL, UEM, UEPG, Unioeste, Unicentro, UENP e Unespar. Ele defendeu que os valores definidos conseguem combinar uma valorização dos quadros acadêmicos com a capacidade orçamentária do Estado.

“Ao longo dos anos de 2022 e 2023, fomos ajustando e modernizando algumas carreiras do Estado e agora chegou a vez dos professores das universidades estaduais, que são um ativo importante do Paraná”, disse. “Depois de muito trabalho sobre aquilo que o Tesouro Estadual tem capacidade para honrar, definimos um investimento de R$ 200 milhões para o aumento nos percentuais de titulação, que se somam a um reajuste de 5,79% já concedido aos servidores públicos estaduais”, acrescentou o governador.

 

Ele afirmou que o Paraná promove o maior processo de modernização do setor acadêmico feito por um governo estadual no Brasil. “Entendemos a importância que tem o nosso ecossistema de universidades estaduais, que é o maior do País, por isso nos esforçamos junto com os nossos reitores para atender essa demanda, que consideramos importante e justa”, acrescentou Ratinho Junior.

Para o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, a proposta valoriza a carreira dos docentes do ensino superior. “É um ganho importante que beneficia principalmente os professores doutores, que correspondem a 80% do quadro efetivo e 65% entre os temporários”, disse. “Isso valoriza a carreira a partir do mérito, porque quem opta pela carreira acadêmica sempre almeja chegar ao nível de doutor para poder exercer plenamente a atividade de professor e pesquisador”, declarou.

 

“Somado aos 5,79% já concedidos pelo Estado a todos os servidores, isso significa um ganho de mais de 17% no poder de compra do salário líquido dos professores do ensino superior no caso dos doutores, algo que não foi concedido por nenhum outro estado do País”, acrescentou Bona.

FONTE/CRÉDITOS: Governo do estado
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!